26 de set de 2011

As Ciências Humanas e os Métodos*

As Ciências Humanas se desenvolveram a partir do modelo do positivismo, que estuda os fenômenos empíricos, ou seja, fenômenos que estão relacionados com a prática. Ele estuda o ser humano apenas do ponto de vista biológico (não levando em conta o lado emocional e afetivo). Isto pode ser um ponto positivo para o positivismo por que, a partir do estudo biológico, conhece-se os órgãos do corpo humano e suas respectivas funções (por exemplo). Porém, também tem seu ponto negatico: o método positivista define passos que devem ser obrigatoriamente cumpridos para que um determinado estudo seja validado cientificamente, não importando aí o contexto social. Não importa, também, levar o indivíduo a pensar, refletir ou criticar. Utilizando o mesmo exemplo, não leva em consideração a interação entre os órgãos, o comportamento de todos os sistemas na ausência de um deles e nem insere o homem em alguns contextos. Estas características, que são holísticas, podem ser expressas por uma única palavra: INTEGRAÇÃO.
As Ciências Humanas podem ter abordagem positivista, com experiências realizadas quantas vezes forem necessárias, chegando-se aos mesmos resultados, e holística, complementando este trabalho com o estudo do todo.
Para se chegar a algum resultado, não importa se pela abordagem positivista ou holística, deve-se, portanto, seguir um caminho. Este caminho chamamos de MÉTODO.
O método é um conjunto de etapas a serem vencidas numa investigação, no estudo de uma ciência ou para alcançar determinados fins, e para que possamos tembém alcançar o nosso objetivo, precisamos seguir um método. Vejamos um exemplo do nosso dia a dia: para ouvir um cd, uma pessoa tem que ligar o aparelho de som, realizando uma série de operações que requer uma série de atividades definidas:
  • colocar a tomada no lugar adequado (na parede);
  • ligar o aparelho no botão que indica "power";
  • ligar a chave que indica "cd";
  • abrir o compartimento do cd;
  • colocar o cd no compartimento;
  • fechar o compartimento do cd;
  • colocar o cd em operação, pressionando a tecla "play";
  • ajustar o volume.
A partir da última operação, você conseguirá ouvir o seu cd preferido.
A maioria das pessoas executa essas operações de um modo tão automático que não chega a pensar nelas, nem que a ordem de sua sequência constitui um método. A partir deste exemplo, podemos perceber que os métodos são indispensáveis para o desempenho das mais diferentes atividades humanas, estabelecendo, assim, o caminho correto para chegar aos resultados esperados da investigação.

* Texto estraído da atividade reflexiva da disciplina Metodologia da Pesquisa do curso de especialização em Educação Ambiental para a Sustentabilidade, UEFS.

Nenhum comentário: