31 de ago de 2012

As faces das cores


As cores se misturam, me confundem em seus significados.
Me pinto com o que me agrada. 
Diversifico a cada instante, pensamento ou hábito. 
Mudo de acordo com o brilho, o contraste ou com o "sem graça".
Na aquarela da vida invento, recrio, mergulho em mil possibilidades de cores viventes, em espaços infinitos de sonetos e melodias que em certos momentos me acalentam a alma e em outros me elevam em êxtase de puro contentamento.
A vida é assim: uma eterna dualidade, o colorido e o cinza.


28 de ago de 2012

Experimente



Se o teu espírito te dá inspiração e intuição, ele te dá também as condições de realização. Se você arriscar, desenvolver e usar suas habilidades, a natureza te oferece tudo. Você com as suas habilidades faz acontecer. Quanto mais você aproveita para aprender, mais você tem. Estimule o teu potencial e o dos outros em sua volta. A habilidade de criar gera responsabilidade e confiança em lidar com o mundo, desenvolvendo suas faculdades interiores. Quando você quer aprender com as situações boas e ruins, o Universo te envia inspiração, motivação e soluções como respostas. Se você é claro sobre o que quer, o mundo em sua volta responde com clareza. Se você mantém o foco no seu alvo, os obstáculos não aparecem. Escolher a sua meta e mantê-la muda tudo. Esse passo é indispensável para você conseguir realizar coisas na vida. A felicidade existe onde há interesse. Tente experimentar. Vá em busca de algo para se apaixonar. Quando algo ilumina e incendeia sua alma, as possibilidades aparecem. Decida o que você quer! Cada um de nós tem um fogo no coração para alguma coisa. É nossa meta na vida encontrá-lo e mantê-lo aceso. Um músico precisa compor, um artista precisa pintar, um poeta precisa escrever para ele estar completamente em paz consigo mesmo. O que um homem pode ser, ele deve ser, pois a vontade e a motivação criam seus próprios talentos, e os talentos criam as possibilidades. Lembre-se que envelhecemos quando abandonamos nossos ideais e rejuvenescemos quando somos capazes de sonhar!


27 de ago de 2012

Dois livros num piscar de olhos

Depois de leituras que prendem, intensas, instigantes, foi hora de relaxar. Em poucos dias (lê-se: menos de uma semana) li dois livros, digamos light. Histórias de amor que parecem não ter aquele desfecho tão esperado: o final feliz.

O primeiro que li foi "Do seu lado", de Fernanda Saads, editora Novo Conceito.


"Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem.Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para seu antigo amor, que  parece mais irresistível do que nunca. Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor."

Devorei este livro em apenas um dia. A história é um pouco óbvia. Os capítulos são curtos, o que faz a leitura fluir muito mais rápido e agradável. Teve seus momentos de risos e emoções, mas a autora falhou em dois quesitos: construção de personagens e continuidade.

O segundo livro que eu li foi "... Uma proposta irrecusável", de Jill Mansell, também da editora Novo Conceito.


"Lola não tinha intenção nenhuma de aceitar a proposta de romper com seu namorado, Dougie, pela quantia de dez mil libras oferecida pela mãe dele. Naquele momento, porém, descobre algo que poderia mudar para sempre a vida de sua família. Algo que ela poderia impedir, simplesmente aceitando essa proposta. Então, convencendo-se de que Dougie logo irá para a faculdade e a esquecerá, Lola resolve pegar o dinheiro e desaparecer da vida do rapaz. Des anos mais tarde, porém, quando ela reencontra Dougie, seus sentimentos por ele revelam-se mais fortes do que nunca. mas Lola partiu o coração de Dougie e ele está prestes a descobrir que ela foi paga para fazê-lo. Bem, ela é muito atraente e persuasiva. Será que conseguirá reconquistá-lo?"

O enredo fala sobre amizade, família, perdão e amor. Personagens diversos entram na história e fazem dela um romance leve e divertido. Lola trabalha em uma livraria e ama livros, o que me fez gostar muito do cenário da história. Uma comédia romântica muito bem trabalhada, mas sem muitas novidades. É um livro pra gente dar risada e se emocionar. Apesar de ter 408 páginas, a leitura flui muito rápida e descontraída.

26 de ago de 2012

Coisas boas da semana II

Esta semana foi um pouco cansativa, mas perfeita na sua totalidade.

Pra começar, os móveis que comprei para o quarto da minha Princesa chegaram no começo da semana. A surpresa foi imensa quando ela chegou da escola e encontrou tudo armado e no seu devido lugar.  





guarda-roupa com 2 portas de correr e espelho (direita) e paneleiro com prateleiras (esquerda)

Aproveitei e comprei também uma nova mesa pro meu computador (a antiga estava de dá pena e eu via a hora dela quebrar e despencar tudo). Escrivaninha perfeita pra trabalhar.


Comprei também um nicho para meus queridos e amados livros (do mesmo que tem no quarto da minha Princesa com as bonecas e bibelôs).


E por falar em livros, mais alguns comprados para ocupar o nicho e minha vida.


Recebi pelo correio o livro "Cabra Cega", de Sheila Ribeiro Mendonça. Estou super ansiosa pra ler. Adorei os marcadores. Obrigada She pela atenção e carinho.



E adorei a dedicatória.


E pra encerrar a semana com chave de ouro, saí da nutricionista muito feliz e satisfeita. Emagreci 7 Kg e diminui 11 cm de cintura. Resultado perfeito, mais ânimo para continuar nesta caminhada, sem sofrimento.


18 de ago de 2012

As cartas têm alma

Apesar do mundo estar conectado a tudo, inclusive eu, ainda me sinto no tempo das cartas. Escrever é um hábito que tenho desde a época do colégio (ensino médio) e eu adoro (não é à toa que amo este blog, onde escrevo para me satisfazer).
Nada melhor do que receber cartas. A surpresa ao abrir a caixa do correio, sentir o coração disparado só em ler o nome do remetente, correr para o quarto, abrir o envelope com cuidado para não danificá-lo. E começar a ler, absorvendo cada palavra escrita, viajando nos pensamentos, divagando, sempre. A emoção flui a cada frase, a cada parágrafo. As confidências são muitas, as saudades são eternas, o carinho é único e as lágrimas estão sempre presentes. Não importa onde foram escritas, se em papel decorado ou em simples folha de caderno ou ainda datilografadas (pois é, neste tempo a máquina de datilografia era bastante comum, nada de computador). Receber cartas era de uma importância ímpar.
Arrumando algumas gavetas, encontrei a caixa onde guardo minhas cartas recebidas. 


Não tenho muitas, mas são o meu tesouro de um tempo que não volta mais e que deixou saudades enormes. 


Li mais uma vez cada uma delas e a emoção tomou conta de mim. 












Por onde andam estas pessoas que um dia fizeram parte da minha vida? Será que ainda lembram dos momentos especiais que vivemos? Como seria maravilhoso retornarmos o contato, saber como todos estão! 
Os questionamentos são muitos, mas para nenhum deles tenho respostas.
Agora, só me resta ficar aqui, com minha preciosidade, viajando no tempo, um tempo perfeito, repleto de recordações de uma fase um tanto despreocupada e feliz.


Incolor, insípido e inodoro


Nenhum olhar
Nenhum sorriso
Nenhum aperto de mão
O contato é inexistente
As relações são frias
E eu não queria estar aqui


Heterogenia


Ao sabor do vento, na calmaria, pareço uma menina que sonha, que encanta, que sorri e constrói.
No sereno me recolho ao casulo da minha existência tão adormecida no íntimo do que tenho de mais secreto.
Na tempestade revelo meu outro lado, forte, decidida, que questiona e surpreende. Mas também posso ser frágil, chorosa e insistente.
A inquietude da menina se mistura à impulsividade da adolescente e à maturidade da mulher. Mostro, assim, as diversas faces aliadas às fases que transcendem meu mundo.
Na luz me vejo parcialmente, pois ela reflete o que quero mostrar e, talvez, me enganar.
Na escuridão me descortino por completo para saborear meus devaneios, meus mistérios, (re)conhecer minhas fraquezas e dar asas aos meus desejos.
Tudo parece ser complexo  e confuso, esse emaranhado de sentimentos, quereres e identidade. 
Não vou violar nada disso, quero apenas me organizar, extrair as raízes que não me agradam e cultivar as emoções que começam a aflorar, pois é delas que me alimento diariamente.


O retrato de um conto IV

Angústia

O olhar perdido na imensidão deste lugar. A visão fica turva, os olhos marejam. Estou perdida em meus pensamentos. O ar me falta, fico sufocada. Começo a andar em círculos. Uma multidão passa por mim, mas as pessoas não me veem. Estou só. Me distancio. Preciso fugir deste lugar, das pessoas, de mim. Caminho a passos largos e, quando percebo, estou correndo. O cansaço me domina. paro e sento no meio-fio de uma calçada qualquer. Uma chuva fina cai sobre mim. Minhas lágrimas se confundem com as gotas da chuva. Estou só mais uma vez.
Bem na minha frente, observo um telão onde são mostradas imagens que não faziam sentido algum para mim. Por um momento busquei o significado destas imagens. Só confirmei o que já sabia, não consegui associá-las a nada que tivesse ligação comigo. Não insisto, pois minha mente está enfraquecendo aos poucos. Tudo ao meu redor começa a girar. Sinto-me presa ao chão. 
Neste instante, percebo um vulto se aproximando, vindo ao meu encontro. Tudo está embaçado, mas, nesta noite chuvosa, eu consigo, aos poucos, reconhecer você. Seus passos tranquilos, sua expressão serena, meu coração disparado, minha respiração ofegante. Diante de mim, a sua imagem revela o que eu preciso ver neste momento. Tento me erguer sozinha, mas não tenho força o suficiente para tal. Com a sua ajuda, levanto. Nossos olhares se cruzam. Encontrei uma parte de mim que estava adormecida, com medos e receios. Caminhamos juntos. E, a partir deste (re)encontro, abandonei minhas amarras e mergulhei em um mundo de liberdade, pronta para viver, não mais sobreviver.
As imagens do telão? Eram de um filme excelente que assistíamos juntinhos, comendo pipoca e saboreando um refrigerante.


14 de ago de 2012

Livros, livros e mais livros

Eita que a Blogagem Coletiva da Fernanda Reali está como eu gosto: um mar de livros. Esmaltes + Livros é o tema desta semana. Quando soube do tema, escrevi o post, mas não publiquei porque estava esperando o início da 5ª Feira do Livro na minha cidade para complementar meu texto. Mais adiante falarei sobre este evento.

Pra começar, vou mostrar um pouquinho do que tenho aqui em casa, os meus bebês por quem sou apaixonada. Muitos deles nem li ainda, mas eu chego lá.

Livros espíritas.




O amor da minha vida: Harry Potter... e para lhe fazer companhia Dan Brown.




Algumas das minhas últimas aquisições. Aqui e aqui falo um pouco sobre eles.




Amo Zeca Camargo, mas aí faltam dois livros dele que estão emprestados: "A Fantástica Volta ao Mundo " e "Novos Olhares".



Fritjof Capra fez parte da minha especialização. Gosto muito destes livros, por isso os coloquei num cantinho especial. 



Minha estante querida, com apenas alguns livros (os que mostrei acima).




Alguns livros da especialização e da área de Educação.






Livros que utilizo para o meu trabalho.





Este é especial. Nele foi publicado meu 1º artigo com a supervisão de uma pessoa muito querida: minha orientadora da especialização (cujo nome também está no artigo). Aqui você pode ler o artigo completo (páginas 161 a 172).





O cantinho provisório onde Minha Princesa guarda seus livros e revistas.



Quando escrevi este post (ontem), eu estava terminando de ler este livro. Super indicado.





Os esmaltes escolhidos para esta semana são: L'APOGEE cremoso cor Cetim + Hits holográfico cor Poseidon. Adorei a combinação.



E hoje comecei a ler este livro.



Como falei no início do post, hoje começou a 5ª Feira do Livro aqui na minha cidade. É uma loucura, fico perdidinha com tantas opções para devorar.



Visão geral da área do evento.



Minha livraria preferida. Esqueço da vida, do mundo quando entro lá.



Minha Princesa escolhendo o que comprar.



E aqui meus livrinhos básicos, adquiridos na Feira do Livro.



12 de ago de 2012

Pais / Pãe

Não tenho muito o que dizer.
Apenas, muitas saudades!!!

Minha irmã, meu pai e eu

E para mim, Pãe que sou...


O amor da minha vida

E aqui, meus outros dois pais...