30 de ago de 2011

Ser feliz não é tão complicado

Gosto de coisas simples, como ver o pôr do sol, brincar com minha filha, assisti desenho animado, passear pelo bairro onde moro...
Ouvir alguém que precisa de atenção, sorri por coisas ridículas que faço...
Gosto de estar com alguém e deitar no colo para conversar, de chorar emocionada...
De fazer cafuné, de massagem, de abraçar os amigos e fazer aquela festa...
Gosto de banho de chuva...
De cantar no chuveiro e na casa toda (mas quando estou só...).
De acordar e ficar mais um pouquinho na cama, fazendo hora.
De andar descalça, de cheiro de chuva, de edredon...
Mas sou também muito chata com as minhas coisas.
Gosto de olhar nos olhos, de ser moleca, de raspar panela de doce, de amanhecer o dia namorando, de pensar na vida ouvindo música...
Gosto de pedalar e sentir o vento no rosto, dá uma sensação de liberdade; banho de mangueira também é uma boa pedida... Gosto de ouvir música deitada no chão, de dançar com Aninha, de amar, de demonstrar que estou feliz...
De ouvir uma música especial no mp3 e perceber que todos à minha volta estão me olhando sorrir...
De me sentir boba, de ver as pessoas na rua e imaginar o que estão pensando...
Gosto de passar pelos lugares que me trazem boas recordações, de balanço, de sair sem destino...
De dizer “Bom dia!”, “Boa tarde!, “Boa noite!” para quem não conheço...
Me preocupo com as pessoas que gosto e procuro ajudá-las no que for possível, nem que seja apenas para ouvi-las desabafar.
Gosto de sentar na praça de alimentação do shopping e fazer nada...
Comprar também é muito bom, mas compro mais para outras pessoas que para mim.
Gosto de dormir abraçada, de espreguiçar ao acordar, de ser acordada com um carinho, de imaginar como são as pessoas que nem conheço pessoalmente...
Gosto de escrever o que sinto, de sentir a brisa da manhã...
De andar de mãos dadas, de, às vezes, fingir que to bem para que as pessoas não se preocupem comigo...
Gosto de andar na praia...
De deitar na grama...
De brincar com sorvete a dois (em casa, é claro).
Também sou dengosa...
Gosto de lembrar dos momentos felizes da minha infância...
Gosto de assisti filme bem acompanhada e agarradinha.
Gosto de dizer “eu te amo” para as pessoas especiais, e olhando nos olhos; gosto de reunir amigos(as) para resenhar; violão, fogueira e vinho me atraem.
Gosto de fazer nada quando tenho muitas coisas para fazer...
Gosto de piadas, só não sei contar...
Gosto que me conquistem aos poucos, que os amigos sejam verdadeiros, gosto da minha cama (ela tem um poder de atração incrível sobre mim)...
Adoro surpresas!
Gosto de banho demorado, de inventar receitas (ou modificá-las – dá pro gasto).
Gosto de dormir com dois travesseiros... e com minha filhota.
Me arrependo das coisas que não fiz.
Amo ouvir música alta; as decepções estão me ensinando a viver melhor; as atitudes, para mim, são muito importantes; gosto quando demonstram que gostam de mim porque procuro fazer o mesmo...
Me apego muito fácil, tenho dificuldade em arriscar (mas não é impossível para mim)...
Gosto de sorri sem motivo, de sentar na calçada e olhar o céu à noite.
Gosto de carinho no pescoço, de flores, muitas flores...
Incenso tenho sempre, perfuma o ambiente, fica com a sensação de alegria.
Gosto de escutar o tom da voz, a maneira de falar, ouvir as palavras com atenção e tentar absorver o seu significado.
Faço as coisas que gosto, que acho importante...
Enfim, gosto de viver!!!

Nenhum comentário: