12 de jan de 2012

Resolução Literária para 2012

Já que comecei o ano falando sobre livros, este post não será diferente. Vou fazer uma LISTINHA BÁSICA dos livros que pretendo ler este ano e que, também, servem como dicas para vocês.
Vamos lá:

Como comecei o ano lendo o Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams (já li o volume I), darei continuidade a essa Trilogia de Cinco, como já mencionei em outro post.

Depois dessa coleção passarei para:

A Busca do Graal, uma trilogia de Bernard Cornwell - esses livros falam sobre a Guerra dos Cem Anos entre Inglaterra e França.  Seu protagonista é um arqueiro chamado Thomas de Hookton, que cai na trilha do lendário Santo Graal e busca vingança pelo assassinato de seu pai. A trilogia é composta pelos seguintes livros: O Arqueiro, O Andarilho e O Herege.


Templários - Os Cavaleiros de Deus, de Edward Burman - aliando crônicas contemporâneas a textos originais, e utilizando uma imensa literatura secundária, Edward Burman traça uma vívida descrição dessa extraordinária organização de monges guerreiros, os Templários, desde sua criação até sua transformação em mito e lenda.  


A Origem das Espécies, de Charles Darwin - é um dos livros mais importantes da história da ciência, apresentando a Teoria da Evolução, base de toda Biologia Moderna.


O Cérebro Imperfeito - Como as Limitações do Cérebro Condicionam as Nossas Vidas, de  Dean Buonomano - já falei sobre este livro, neste post, uma entrevista com o autor do livro.


Stonehenge, de Bernard Cornwell - romance histórico, do início da Idade do Bronze, na Inglaterra, época em que, acredita-se, teve início o transporte das maiores pedras-azuis que ainda resistem no círculo de pedras hoje chamado Stonehenge, na planície de Salisbury. (indicação de um amigo)


Uma escada para o conhecimento, de Ariel Glucklich - o autor leva o leitor para uma aventura mística para um lugar encantado: o topo do monte Chamundi, no interior da Índia, onde fica o templo que abriga a estátua dourada de Chamundi, a deusa hindo kali, cultuada como consorte de shiva.


Obreiros da Vida Eterna - André Luiz (Frnacisco Cândido Xavier) - este livro desvenda, esclarecendo, o processo da desencarnação, substituindo o medo da "deusa morte" pela compreensão do fenômeno natural — morte.


A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr - das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.


Os Imperfeccionistas, de Tom Rachman - definido como “um romance em contos”, Os Imperfeccionistas narra a cada capítulo as peculiaridades e loucuras de personagens envolvidos com um jornal internacional sediado em Roma, o fator que une todas essas pessoas. E, ao final de cada história, vemos uma parte da trajetória do próprio jornal, hoje em decadência.


A Canção é Você, de Arthur Philips - este livro narra a história de Julian Donahue e um estranho e improvável caso de amor que tem início em uma noite de neve no Brooklyn. Ele dá de cara com um bar, entra e vê Cait O' Dwyer, uma cantora de rock irlandesa com cabelos de fogo, que se apresenta com sua banda. O que acontece a seguir é uma história de amor - e uma comédia de humor negro sobre obsessão e perda - observada bem de perto na era digital que embaralha a linha entre o desejo de intimidade e o de esquecimento.


Filhos do Éden, de Eduardo Spohr - uma missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra.


Uma História de Amor Real e Supertriste, de Gary Shteyngart - as páginas do diário de Lenny são entremeadas pelas mensagens que Eunice troca com sua família e amigos via GlobalTeens. O despojamento e a futilidade da moça, profundamente contrastantes com o texto romântico de Lenny, vão cedendo lugar, aos poucos, a um tipo de insegurança que também soa profundamente antiquada à sua época. E é daí que surge, com as sutilezas indispensáveis a uma grande obra literária, o elo improvável entre os dois protagonistas.


Antologia Poética, de Celícia MeirelesEsta "Antologia Poética" foi a primeira coletânea de Cecília Meireles, publicada inicialmente em 1963 e é a única cujos textos foram escolhidos pela própria autora. Numa linguagem extremamente musical e de grande comunicabilidade, faz desfilar frente ao leitor uma ampla diversidade de temas, desde o louvor às pequenas belezas do mundo até as indagações transcendentais sobre o destino humano, sem esquece o registro histórico e libertário de seu consagrado "Romanceiro da Inconfidência".


E ainda:

A revista Conhecer Fantástico

O Almanaque Ilustrado Símbolos


* Sei que este post será atualizado de vez em quando, pois, a todo momento, livros estão sendo publicados, outros indicados por amigos, outros são "descobertos" aqui na net.


3 comentários:

Ange disse...

Olá, boa noite! Muto interessante este seu blog, e sem dúvidas dicas de bons livros são sempre bem vindos.
Eu gostaria de passear mais vezes por aqui, e apreciar suas dicas, se desejar...
Uma linda noite!
Ange.

Lidi e Paulo disse...

Oieee

Te achei no Moisaco da Re..
Tbm estou por lá..
Estou te seguindo tá?

Me visite tbm. Vou Adorar!!
http://lidiepaulo.blogspot.com/

Beijinhos

Ótima Sexta-feira!

Luma Rosa disse...

Bel, adorei as suas leituras e acatei como indicações porque os livros são bem ao meu gosto!
Bom fim de semana!
Beijus,