12 de jan de 2012

Resolução Literária para 2012

Já que comecei o ano falando sobre livros, este post não será diferente. Vou fazer uma LISTINHA BÁSICA dos livros que pretendo ler este ano e que, também, servem como dicas para vocês.
Vamos lá:

Como comecei o ano lendo o Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams (já li o volume I), darei continuidade a essa Trilogia de Cinco, como já mencionei em outro post.

Depois dessa coleção passarei para:

A Busca do Graal, uma trilogia de Bernard Cornwell - esses livros falam sobre a Guerra dos Cem Anos entre Inglaterra e França.  Seu protagonista é um arqueiro chamado Thomas de Hookton, que cai na trilha do lendário Santo Graal e busca vingança pelo assassinato de seu pai. A trilogia é composta pelos seguintes livros: O Arqueiro, O Andarilho e O Herege.


Templários - Os Cavaleiros de Deus, de Edward Burman - aliando crônicas contemporâneas a textos originais, e utilizando uma imensa literatura secundária, Edward Burman traça uma vívida descrição dessa extraordinária organização de monges guerreiros, os Templários, desde sua criação até sua transformação em mito e lenda.  


A Origem das Espécies, de Charles Darwin - é um dos livros mais importantes da história da ciência, apresentando a Teoria da Evolução, base de toda Biologia Moderna.


O Cérebro Imperfeito - Como as Limitações do Cérebro Condicionam as Nossas Vidas, de  Dean Buonomano - já falei sobre este livro, neste post, uma entrevista com o autor do livro.


Stonehenge, de Bernard Cornwell - romance histórico, do início da Idade do Bronze, na Inglaterra, época em que, acredita-se, teve início o transporte das maiores pedras-azuis que ainda resistem no círculo de pedras hoje chamado Stonehenge, na planície de Salisbury. (indicação de um amigo)


Uma escada para o conhecimento, de Ariel Glucklich - o autor leva o leitor para uma aventura mística para um lugar encantado: o topo do monte Chamundi, no interior da Índia, onde fica o templo que abriga a estátua dourada de Chamundi, a deusa hindo kali, cultuada como consorte de shiva.


Obreiros da Vida Eterna - André Luiz (Frnacisco Cândido Xavier) - este livro desvenda, esclarecendo, o processo da desencarnação, substituindo o medo da "deusa morte" pela compreensão do fenômeno natural — morte.


A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr - das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.


Os Imperfeccionistas, de Tom Rachman - definido como “um romance em contos”, Os Imperfeccionistas narra a cada capítulo as peculiaridades e loucuras de personagens envolvidos com um jornal internacional sediado em Roma, o fator que une todas essas pessoas. E, ao final de cada história, vemos uma parte da trajetória do próprio jornal, hoje em decadência.


A Canção é Você, de Arthur Philips - este livro narra a história de Julian Donahue e um estranho e improvável caso de amor que tem início em uma noite de neve no Brooklyn. Ele dá de cara com um bar, entra e vê Cait O' Dwyer, uma cantora de rock irlandesa com cabelos de fogo, que se apresenta com sua banda. O que acontece a seguir é uma história de amor - e uma comédia de humor negro sobre obsessão e perda - observada bem de perto na era digital que embaralha a linha entre o desejo de intimidade e o de esquecimento.


Filhos do Éden, de Eduardo Spohr - uma missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra.


Uma História de Amor Real e Supertriste, de Gary Shteyngart - as páginas do diário de Lenny são entremeadas pelas mensagens que Eunice troca com sua família e amigos via GlobalTeens. O despojamento e a futilidade da moça, profundamente contrastantes com o texto romântico de Lenny, vão cedendo lugar, aos poucos, a um tipo de insegurança que também soa profundamente antiquada à sua época. E é daí que surge, com as sutilezas indispensáveis a uma grande obra literária, o elo improvável entre os dois protagonistas.


Antologia Poética, de Celícia MeirelesEsta "Antologia Poética" foi a primeira coletânea de Cecília Meireles, publicada inicialmente em 1963 e é a única cujos textos foram escolhidos pela própria autora. Numa linguagem extremamente musical e de grande comunicabilidade, faz desfilar frente ao leitor uma ampla diversidade de temas, desde o louvor às pequenas belezas do mundo até as indagações transcendentais sobre o destino humano, sem esquece o registro histórico e libertário de seu consagrado "Romanceiro da Inconfidência".


E ainda:

A revista Conhecer Fantástico

O Almanaque Ilustrado Símbolos


* Sei que este post será atualizado de vez em quando, pois, a todo momento, livros estão sendo publicados, outros indicados por amigos, outros são "descobertos" aqui na net.


3 comentários:

Ange disse...

Olá, boa noite! Muto interessante este seu blog, e sem dúvidas dicas de bons livros são sempre bem vindos.
Eu gostaria de passear mais vezes por aqui, e apreciar suas dicas, se desejar...
Uma linda noite!
Ange.

Anônimo disse...

Oieee

Te achei no Moisaco da Re..
Tbm estou por lá..
Estou te seguindo tá?

Me visite tbm. Vou Adorar!!
http://lidiepaulo.blogspot.com/

Beijinhos

Ótima Sexta-feira!

Luma Rosa disse...

Bel, adorei as suas leituras e acatei como indicações porque os livros são bem ao meu gosto!
Bom fim de semana!
Beijus,