24 de jul de 2012

Tão assim. . . que não sei


Tenho dúvidas, motivos para chorar e para sorrir, medo, desejos, sonhos e pensamentos.
A angústia faz parte de mim, em momentos de querer atropelar tudo, de resolver tudo, de salvar o mundo (?).
A calmaria também está enraizada em mim, nos momentos de sabedoria, de certezas e compensações.
Acrescento aí a ousadia, o "bater o pé" e o dizer sim ao que quero e ninguém tem nada com isso.
Sou uma diversidade de sentimentos tão explícitos que muitas vezes me pergunto quem realmente eu sou, quem habita em mim. Certo é quem sabe se definir. isso eu ainda não aprendi. Mas estudo, me examino, me olho, entro em mim. Não me percebo, não me encontro, não me vejo.
Quem fará isso por mim?

Nenhum comentário: