10 de out de 2010

Sobre o Príncipe Encantado

Hoje à tarde coloquei uma frase no meu orkut.

"Em busca do príncipe encantado? Compre um DVD da Disney."

Quase nunca ninguém comenta sobre as frases que mudo de vez em quando. Mas hoje me surpreendi e adorei o comentário provocante de um amigo.

"Atualmente até histórias infantis tá difícil encontrar os príncipes e princesas... afinal o que consideramos um final feliz?" (Diego Cerqueira)

Resolvi responder o comentário.

"Pois é... a concepção que as pessoas têm de final feliz tem que ser com o belo, com o maravilhoso, com a perfeição... mas o que é tudo isso? São representações que refletem no mundo, porém falta consciência, liberdade de expressão de cada um sem medo de ser rotulado. Isso dá uma boa discussão."


Estes são dois exemplos perfeitos na ficção:


A cultura da beleza é muito evidente hoje em dia. Mas também não podemos nem devemos esquecer do caráter e dos valores que cada pessoa possui. O mundo está super poluido de gente que vive de vantagens, de mentiras, de enganos, apoderando-se de pessoas carentes de verdades e respeito.

Essa é uma deixa pra quem quiser opinar sobre o tema proposto.

4 comentários:

Cleiton Teixeira disse...

"...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR."



"ótimo tema a ser conversado."

Bel Freitas disse...

Realmente é um excelente tema que tem diversas faces a serem exploradas. Minha proposta foi divagar sobre a ideia de beleza que a sociedade tanto enaltece.

Anônimo disse...

"Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer."

Clarice Lispector

Bel Freitas disse...

Eu acho q vc ainda ñ entendeu de q se trata este post. Ele fala sobre a "BELEZA". O tema AMOR é abordado em outros textos. Preciso ser mais clara quanto a isso?