17 de out de 2010

Momento

Esse momento é meu, só meu.
Pode me chamar de egoísta sim.
Mas quero esse tempo para refletir sobre tudo que tem acontecido à minha volta. Se ele pudesse parar: o tempo. A gente para, pensa, reflete, daí ele caminha novamente para alcançarmos todos os desejos, sem medos, sem angústias, sem dúvidas. Tantas decisões, tantas esperas, expectativas... E onde chegaremos? Onde a melodia é suave, expressando sentimentos tão claros e verdadeiros, tão cheios de vida. Sonhos em comum, tão reais quanto a vivência do dia-a-dia.
Porém, deixando, agora, o egoísmo de lado... momento nosso sim. Momento de dedicação, de cumplicidade, de ternura, embalados por amor, carinho, sinceridade.
Te espero... para a eternidade!

Nenhum comentário: