11 de jun de 2012

Brincando com o Tempo

 ¸.•*¨) (¸.•´ (¸.•*´¨¨*•*´¨¨*•.¸.•*¨) (¸.•´
"O tempo não pára
Não pára, não
Não pára..." (Cazuza)

O tempo é, ao mesmo tempo, nosso aliado e nosso inimigo.
Aliado quando dizemos que ele cura tudo: a dor de perder um ente querido, um amor que se foi, uma decepção de amizade... e por aí vai.
Mas ele pode ser, também, nosso inimigo quando temos planos e sonhos a serem realizados e ele teima em demorar de passar.
Poxa, Sr. Tempo!
Dá um tempo pra nós!
Passa logo de uma vez que meus sonhos estão me atropelando e eu dependo de você para realizá-los e ser feliz.
 
 ¸.•*¨) (¸.•´ (¸.•*´¨¨*•*´¨¨*•.¸.•*¨) (¸.•´

Este texto escrevi a um certo tempo, quando eu quis muito realizar algo que dependia de uma data e o Sr. Tempo não passava nunca.
Falar sobre o tempo é algo que nos remete a várias situações. E só para não me alongar, passo meu precioso tempo na presença da minha filha, assistindo filmes e lendo (coisas que amo) - esta disponibilidade de tempo se deve à greve dos professores que já se arrasta por 60 dias, poderia passar horas a fio falando sobre esse tema, mas não é algo pertinente neste momento.  Quando estou trabalhando, meu tempo em casa se resume bastante e o tempo disponível para Minha Princesa também diminui muito, pois professor leva trabalho pra casa... e como leva!
Falando sobre tempo, algo que me vem à mente são relógios. Já usei bastante, mas depois do meu primeiro celular, este uso tornou-se um pouco raro. Porém ainda tenho alguns.

Finalizo este post com uma música que gosto muito, principalmente na voz doce e suave da Fernanda Takai.

 ¸.•*¨) (¸.•´ (¸.•*´¨¨*•*´¨¨*•.¸.•*¨) (¸.•´

Sobre o Tempo
(Pato Fu)

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã
Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai
Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final
Ah-ah-ah ah-ah
Ah-ah-ah ah-ah


Aqui, uma brincadeira com os esmates, muitas dúvidas, sem saber com o qual pintar. Todos da Risqué.
 






 E a brincadeira continua com Minha Princesa, que pintou as unhas iguais às minhas.

Este post está participando da Blogagem Coletiva do blog da Fernanda Reali


Um comentário:

Cristin disse...

Gostei das fotos com as mãos....mãos que não esconde o tempo da gente...rsrrs #ABAPHA! Rsrsrsr
Bj bonita