12 de out de 2012

Meu alimento diário


Seu sorriso me cativou, mas para mim já não é o bastante. 
Percorro as noites em claro aguardando um chamado seu, aguardando qualquer sinal que me permita avançar sobre um mundo que ainda me é estranho. Um mundo onde eu possa se meu EU mais profundo, intenso e revelador. Onde eu possa navegar sem medo de retornar, pois, agora, só quero ir em frente, buscando atitudes reais. O melhor disso tudo é treinar a paciência, é sorrir a cada pequena conquista e perceber o quão importante é não desistir.
Há encontros... Mas, desta vez, não haverá desencontros. Por enquanto, momentos diversos, esporádicos, mas todos especiais. 
E a linha da vida continua tecendo a teia da fantasia até o ponto onde culminará com a realidade vivenciada em tantas noites que passei acordada.


Um comentário:

Bárbara A. Sanco disse...

Olá Bel! Gostei do seu blog, do seu jeito de escrever e deste texto em especial, mensagem positiva em meio a dor de amor é sempre bem-vinda. Parabéns!