12 de fev de 2012

A mágica das diferenças iguais

As pessoas são diferentes ao mesmo tempo em que são tão iguais. 
Um paradoxo escrever isso, eu sei, mas é assim que tenho percebido o mundo à minha volta.
Culturas diversas, manias diferentes, contrastes físicos e psicológicos, sentimentos expressos diferentementes, mas que buscam, durante toda sua vida, a tal Felicidade. 
Não importa se habitam megacidades com todo o seu estresse embutido, ou se moram numa cidadezinha do interior, tranquila, ou numa praia, ou no campo. Todos almejam ser felizes.
E os caminhos por esta busca tão frenética são os mais variados. Caminhos curtos ou longos, caminhos tortos, cheios de sinuosas voltas ou até mesmo retilíneos. O bom, no final disso tudo, é chegar ao topo dessa incansável subida, lá no topo onde podemos hastear uma bandeira com muito orgulho, dizendo: "Eu consegui!".
Muitos não saber o quão mágico é esta caminhada, o prazer que temos em compartilhá-la com quem amamos.
Eu não sou igual. 
Eu não sou diferente.
Eu sou normal!

Tem uma frase que eu gosto muito, estou sempre refletindo:
"Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele conduz somente até onde os outros foram."

Trace seu próprio caminho.
E seja Feliz!


Um comentário:

Luma Rosa disse...

Você me fez lembrar de uma frase do Bob Marley: "Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais".
E eu digo mais, a incapacidade de ser feliz é proporcional a incapacidade de demonstrar afeto.
Boa semana! Beijus,